Foto : Nathália Nossar

Referenciais

Dos motivos que nos inspiram a prosseguir ou a regredir podemos encontrar o impacto pelo qual ações e palavras chegam até nós. Não podemos negar que muitas vezes somos movidos por incentivos ou até por não incentivos. Assim como quando alguém que amamos nós dá um abraço nós nos sentimos revigorados, quando somos abalados, logo sentimos vontade de desistir.

Para melhor viver e prosseguir, muitas vezes seguimos referenciais e estes, quase sempre, pessoas que estão ao nosso redor. Um referencial pode ser um amigo(a), a família, um animal de estimação, pode ser alguém com que nem tenhamos intimidade, ser ou coisa que nos dê a vontade de viver e nos inspire a agir. Nossos referenciais nos ajudam a enfrentar a vida de forma mais confortável.

Que referencial eu sou?

De repente eu posso ser a inspiração de alguém, de repente você pode ser a minha ou tantas outras possibilidades e ainda, também o motivo pelo qual enfrentamos todo dia uma nova luta por novos dias e nova vida. Que possamos ser a referência que tanto buscamos, mas sempre em nossa essência.

Uma boa dica é pensar como nosso leitor, Herison Pereira: – “Eu sou grato pelas pessoas, porque em todas as pessoas exitem ensinamentos. Sejam coisas boas ou ruins, todos tem algo a ensinar com a vida.”

Logo, observe o bem que cada alguém tem e adquira para você também! Seja mútuo em coisas boas e seja o bem que tanto admira.

Qual impacto eu causo?

Um abraço pode combater anos de amargura e um pedido de desculpas pode quebrantar um coração.. Existem tantas formas simples de impactar e ser impactado de coisas boas que as vezes esquecemos disto. Temos que abrir mão da vergonha e do achar brega agir com amor só porque parte do meio em que vivemos não age. Um gesto como dar as mãos, dar um “olá”, perguntar “como foi seu dia?” já pode salvar o dia de alguém. Precisamos causar coisas boas, pois todos necessitamos.

De repente existe alguém prestes a desistir da vida, porém, com uma palavra amiga, com mansidão e amor você pode alcançar esta pessoa. E que gratidão, não? Que possamos motivar as pessoas, ter amor ao próximo e entender que todos precisamos uns dos outros.

Palavras e gestos podem destruir ou estruturar.

“Sozinhos somos pétalas. Unidos somos rosa.”

Dom Hélder Câmara